Soldados russos prenderam Ihor Murashov , o diretor geral da usina nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Europa que, atualmente, está sob controle russo.

Murashov é o principal responsável pela segurança nuclear e radiológica da usina.

A Energoatom, a empresa estatal ucraniana que controla a usina que revelou que o diretor tinha sido preso. A agência da ONU para energia nuclear pediu esclarecimentos.

Murashov foi preso quando estava a caminho da usina, na cidade de Enerhodar, na sexta-feira.

O chefe da Energoatom, Petro Kotin disse que o diretor da usina foi tirado de seu carro, teve seus olhos vendados e foi levado a um local desconhecido.

A detenção “compromete a segurança da operação da Ucrânia e da maior usina nuclear da Europa”, disse Kotin.

Kotin também pediu ajuda para a agência da ONU para energia nuclear, a AIEA, para tentar libertar o diretor da usina.

Rússia ainda não se pronunciou.

Imagens de satélite mostram buracos no telhado da usina nuclear de Zaporizhzhia, Ucrânia, 29 de agosto — Foto: Maxar Technologies via Reuters
Imagens de satélite mostram buracos no telhado da usina nuclear de Zaporizhzhia, Ucrânia, 29 de agosto — Foto: Maxar Technologies via Reuters

 

Usina de Zaporizhzhia

A usina é um motivo de preocupação durante a guerra. Os dois países, Rússia e Ucrânia, se acusam de bombardear a usina.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pediu a desmilitarização da área ao redor da fábrica.

 

Fonte: g1 Mundo
Foto: Divulgação