Técnicos do Governo do Estado realizaram uma coletiva de imprensa, no final da tarde desta sexta-feira (16), para reafirmar que, atualmente, a taxa de contágio do novo coronavírus (Covid-19), no Pará, é estável e está com tendência de queda desde o último mês de maio. Hoje, a taxa de ocupação de leitos de UTI no Estado é de 59% em 277 vagas ofertadas – o equivalente a cerca de 40% da margem de leitos disponíveis.

“Observamos uma queda no número de casos e óbitos desde o último mês de maio. Para acompanhar o desenvolvimento da pandemia no Estado, estamos utilizando a metodologia da média móvel dos últimos 14 dias. Esse prazo é utilizado por ser um consenso entre as autoridades de saúde que é o período do ciclo de desenvolvimento da doença”, explicou o diretor Vigilância em Saúde, Denilson Feitosa.

Hospitais Privados – Feitosa esclareceu ainda que, nesta sexta-feira (16), uma equipe da Secretaria de Saúde fez contatos telefônicos e visitas presenciais nos principais hospitais privados da Região Metropolitana para identificar possíveis subnotificações ou crescimento no número de casos registados. “Não está comprovado nenhum tipo de mudança no número de notificações. Os dados seguem fiéis aos que temos em nossos acompanhamentos”, afirmou.

Vagas Covid – Já o diretor de Regulação e Auditoria da Sespa, Guilerme Mesquita, afirmou que, com o cenário de estabilização com tendência de queda nos casos de Covid-19, o Governo do Estado está retomando a normalidade no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Reduzimos parte da estrutura que estava mobilizada para atender especificamente os casos de coronavírus e ainda sim ainda temos vagas. Não temos pressão na fila de atendimento como já tivemos. O que temos é a retomada dos demais serviços ofertados”, ponderou.

“Estamos trabalhando com 40% de folga em nossa retaguarda e isso nós dá segurança em um possível crescimento do contágio”, ponderou o diretor de Regulação e Auditoria da Sespa.

Medidas de distanciamento e proteção – O diretor da Vigilância em Saúde da Sespa aproveitou a coletiva de imprensa para reforçar a importância da sociedade seguir cumprindo os protocolos sanitários. “É Importante a população entender que a pandemia não acabou e continua sendo necessário cumprir medidas de distanciamento social e proteção e higiene individual para evitar o contágio”, disse Feitosa.

Transparência    

Na noite da quinta-feira (15), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou que não procede a informação sobre o aumento de internações de pacientes com Covid-19 em hospitais do Estado. Foram registradas 1.050 internações em setembro e 430 até o momento no mês de outubro. A Sespa ressalta que nenhuma região apresentou aumento nos casos de Covid-19.

De acordo com a Sespa, o levantamento epidemiológico registrou uma redução nos casos em 88% da média móvel quando comparada com 14 dias anteriores, ou seja, a média de pessoas contaminadas no dia 29/09 era de 229 novos casos por dia, enquanto que no dia 13/10 foram computados 27 novos casos por dia.

Participaram da coletiva de imprensa os diretores de Regulação e Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Denilson Feitosa e Guilherme Mesquita; o pró-reitor da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra); o vice-reitor da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Clay Chagas, e o diretor de Desenvolvimento de Sistema da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), Gustavo Costa.

 

 

Fonte: Agência Pará
Foto: Jader Paes / Agência Pará