Duzentos e quarenta turistas desembarcaram em Fernando de Noronha no primeiro final de semana após a flexibilização da entrada de visitantes, segundo a Administração da Ilha. Desde o sábado (10), pode desembarcar quem teve cura clínica comprovada da Covid-19 e quem realizou exame e comprovou que não tem a doença.

Quando a ilha foi reaberta apenas para quem teve Covid-19, quatro turistas fizeram a viagem no primeiro fim de semana.

 

No sábado (10), foram dois voos com 172 turistas e, no domingo (11), mais 68 visitantes desembarcaram na ilha, de acordo com os dados da Administração .

Entre as pessoas que escolheram passar o feriado prolongado de Nossa Senhora Aparecida em Noronha estava a médica Aline de Araújo, que mora em Belo Horizonte (MG) e não teve a doença causada pelo coronavírus.

O empresário Matheus Solto, que também é de Belo Horizonte, gostou das regras para evitar o novo coronavírus. “O protocolo é muito bom, no aeroporto está tudo organizado. Além disso, o mar é maravilhoso, bom demais, recomendo”, afirmou.

Os turistas acompanharam o pôr do sol  — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

Muitos turistas escolherem as ruínas do Forte do Boldró para ver o pôr do sol, um presente extra depois do dia inteiro de praia.

“A ilha é maravilhosa, uma praia mais bonita que a outra. Depois do passeio, o pôr do sol é fantástico, é um prazer indescritível”, disse o bancário Juramir Júnior, que é de Brasília (DF).

“Todos os lugares que a gente olha são maravilhosos. Esse pôr do sol é o prêmio final de um dia incrível”, declarou a bancária Ana Maria de Moura, moradora da cidade de Tucuruí (PA).

Stefano comemorou a volta ao trabalho no Sueste  — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

O condutor de visitantes Stefano Santana, que também é fotógrafo em Noronha, comemorou a ampliação do turismo. O profissional ficou seis meses sem trabalhar.

“Melhorou bastante o movimento. Estava difícil, mas trabalhei com dois casais e levei o grupo para mergulhar e ver tartarugas no Sueste no domingo. Tomo os cuidados de distanciamento e consigo trabalhar, tudo vai melhorar”, afirmou Santana.

Fernando de Noronha registrou 122 casos de Covid-19, desde o início da pandemia. Segundo o governo, desse total 119 pessoas tiveram cura clínica e três pacientes estão em quarentena, em isolamento domiciliar. Não foi registrada nenhuma morte na ilha.

Reabertura

A higielização é feita na área do Parque Nacional Marinho — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

O turismo foi retomado em Noronha, no início de setembro, para as pessoas que tiveram Covid-19 e estão curadas. No sábado (10), foi autorizada a entrada de quem comprove não ter a doença.

Os passageiros que chegam a Noronha têm a temperatura corporal checada e apresentaram comprovante de que fizeram teste para identificar o coronavírus.

O novo protocolo que entrou em vigor no sábado determina que os turistas devem fazer um segundo teste para identificar Covid-19, no dia de retorno, no aeroporto da ilha.

Fonte: G1
 Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo