Capital do Mato Grosso, Cuiabá amanheceu hoje coberta pela fumaça dos incêndios que devastam o Pantanal. Até o momento, o fogo já destruiu 2,3 milhões de hectares do bioma — pouco mais que o tamanho de Sergipe ou quase quatro vezes o Distrito Federal, segundo números do Prevfogo (Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais).

Nas redes sociais, moradores da capital mato-grossense lamentaram a situação. “Muito triste ver a cidade inteira cheia de fumaça”, escreveu um perfil. “Fumaça em Cuiabá se superando a cada dia”, publicou outro.

Os danos causados pela fumaça são intensificados pelo forte calor e a baixa umidade relativa do ar. Ontem, a cidade registrou a maior temperatura em 109 anos — 42,7 ºC —, de acordo com dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). O recorde histórico já havia sido igualado na quinta-feira (10), quando fez 42,6 ºC em Cuiabá.

Para hoje, a previsão do Climatempo é de mais calor: 42 ºC. A umidade relativa do ar pode chegar a 10% no fim da tarde, o que caracteriza estado de emergência. No domingo (13), o aeroporto da capital mato-grossense chegou a registrar apenas 4%; pelo Inmet, a mínima no dia foi de 7%.

 

Fonte: UOL
Foto: Reprodução/GloboNews